Top 5 Reasons Companies Fail to Monetize their Data

The Cookie is Dead!

Com o anúncio do fim da captura de dados via cookies, O custo com dados de terceiros aumentou 6,1% em 2019, de acordo com um estudo feito pela IAB State of Data 2020. Uma mudança que afetou diretamente os profissionais de publicidade e marketing que utilizavam bases de dados de terceiros como fonte de suas campanhas para vendas, engajamento e relacionamento com atuais e possíveis futuros clientes de suas empresas.

Marketers are Exploring how to Monetize First Party Data

Considerando a principal preocupação com a privacidade de dados, os profissionais, procuram fazer o melhor uso dos recursos relacionados a dados, à disposição deles internamente. Contudo as empresas continuam se esforçando para criar experiências para os consumidores que sejam mais eficientes, melhores e mais personalizadas por meio de dados coletados proprietários (1st party data) ou pagos (2nd party data), enquanto se preparam para um futuro sem cookies.

Customer Data Platforms Leverage Internal Data and Improve Data Readiness

Dado ao cenário atual de mudanças na gestão de dados e o impacto do COVID-19, a tendência de CDP (Customer Data Platform), tem se consolidado cada vez mais com soluções que ajudam a identificar perfis únicos, e comportamentos de compra dos usuários com dados já existentes em bases anteriores da própria empresa. Garantindo mais precisão, alcance e escala, para criar segmentos de público, entregar campanhas direcionadas e obter insights baseados em dados.

Digital Marketers Should use LGPD as an Opportunity to Improve the Customer Experience

Esta estratégia respeita a privacidade e o compliance com a nova Lei Geral de Proteção de Dados, e também contribui com outras áreas, facilitando a tomada de decisões importantes com base nos fatos apresentados. As organizações precisam adotar tanto a letra quanto o espírito da lei, a fim de manter a confiança do público e, ao mesmo tempo, criar formas inovadoras de monetizar e de lucrar com a transformação digital global.

Estas são as táticas recomendadas que ajudarão a entender melhor como as empresas usam os dados, e como o uso correto destes dados contribuirá para melhorar o relacionamento, confiança, e customer loyalty:

  1. Priorizar o tratamento e limpeza dos dados: Essa iniciativa permite eliminar com precisão dados em duplicidade do mesmo usuário e identificar que um indivíduo possui determinado perfil de compra com dados coletados de diversos dispositivos (Mobile, Desktop etc.).
  2. Garantir o armazenamento seguro e a privacidade dos dados: Criando estratégias que impeçam o vazamento de dados, como o armazenamento em nuvens de alta segurança.
  3. Solicitar o Opt-in para acesso aos novos conteúdos e campanhas: Dessa forma o usuário autoriza a coleta de seus dados e confirma o aceite para o recebimento de novas campanhas.
  4. Criar uma cultura de marketing orientado por dados: Essa prática beneficia diversas áreas da empresa, além do marketing, também contribui para as áreas de operações, financeira e de tecnologia.
  5. Buscar e entender ferramentas e tecnologias que contribuam com o processo de Data Driven: Algumas ferramentas auxiliam na gestão, higienização, armazenamento e entendimento dos dados, unidas à uma boa estratégia, se tornam uma fonte poderosa de informações e insights

Bônus: Adequação de tempo e capacidade de processamento: Com mais áreas trabalhando e dependendo de dados internos, processar e democratizar os dados no formato e no tempo adequado para cada área, passa a ser item essencial no processo.

Clique abaixo para mais informações de como a Lima auxilia seus clientes direcionados a dados:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *